Análise: No More Heroes 2: Desperate Struggle

Fonte: Portal dos Games

NOTA DO PDG: 8,00

Santa Destroy é uma metrópole bizarra, onde duelos até a morte são transmitidos ao vivo pela televisão. Esses duelos são as principais fontes de renda da cidade, gerando negócios milionários aos organizadores dos eventos. Sendo assim, No More Heroes 2: Desperate Struggle lida com a ascensão de um assassino que se concentra em suas batalhas sangrentas e insanas, no entanto, ele faz isso de uma maneira muito simples, enfrentando combates e resolvendo mini-games em uma história muito divertida.

Confira os fatos!

Há três anos atrás Travis adquiriu uma katana pela internet e abriu caminho até o topo do ranking na lista de assassinos de Santa Destroy e simplesmente abandonou tudo e desapareceu sem deixar notícias. Ele se tornou uma lenda no submundo das lutas por ter um desempenho fantástico e também por sua história de vida. Mas quando Travis descobre que seu melhor amigo é assassinado ele volta por vingança em busca do responsável, que por coincidência é o atual número um do ranking.

Muito parecido com seu antecessor, No More Heroes 2 é basicamente constituído por violência e matança, onde o jogador empunha sua espada com o Wii-Remote e encara batalhas sangrentas até a morte. Basicamente as batalhas são executadas até que um dos oponentes esteja bem fraco e dessa forma seja eliminado com um golpe devastador, que geralmente divide o inimigo em dois. Travis pode executar até 13 movimentos diferentes que são apreendidos no decorrer do jogo, sendo assim a rotina de finalizações não fica muito repetitiva e deixa o jogo mais interessante.

Não importa como você finalize seus inimigos, pois a cada execução uma roleta aparece na parte inferior da tela para ser girada e se você conseguir três figuras idênticas, Travis ativa seus poderes darksider. Dessa forma, ele grita o nome do golpe e realiza movimentos super poderosos como se transformar em um tigre, por exemplo. Mas mesmo se você não tiver sorte na roleta, você pode ativar manualmente o ataque sempre que seu medidor de êxtase estiver cheio.

Mas o grande auge de No More Heroes 2 são as batalhas contra os rivais. Para ter o direito de enfrentar os rivais, Travis deve abrir caminho derrotando seu exército de capangas. Depois disso, o rival se revela de forma cinematográfica e o desafia para uma batalha mortal. Além das batalhas contra os rivais, podemos destacar também as arenas disponíveis para os combates, que vão desde planícies a casas assombradas. Tudo isso serve para adicionar personalidade extra as batalhas e também um visual divertido ao jogo.

Embora a história seja baseada apenas em busca por vingança, uma caracterização mais detalhada sobre seus rivais seria interessante. É importante ressaltar também, que apesar de existirem 50 rivais no ranking as circunstancias durante o jogo podem reduzir os combates para no máximo 15 rivais.

O modo como navegamos pela cidade de Santa Destroy é bem simples, você simplesmente escolhe aonde quer ir ao mapa e é direcionado imediatamente até o local. Se você quiser ir diretamente de uma luta para outra você pode, dessa forma a ação é contínua e sem interrupções. No entanto, se você quiser explorar novas armas, treinar novos golpes ou até mesmo aumentar seu poder de dano, isso também é possível e pode ser realizado com o dinheiro que você adquire durante a jogatina.

Graficamente o jogo é baseado no estilo cel-shaded e podem acreditar que No More Heroes 2: Desperate Struggle apresenta um dos gráficos mais bonitos que eu já presenciei no Nintendo Wii e rodam de forma suave e sem nenhum tipo de travamento. No entanto, a única coisa que deixa um pouco a desejar é seu sistema de câmera, que apesar de fixar no inimigo nos deixa perdido às vezes sem saber pra onde olhar. A trilha sonora é bem frenética ao melhor estilo punk e rock. Os temas são antigos (retro) e se encaixam de forma fantástica aos clichês utilizados no jogo.

Mas apesar de um sistema de câmera fraco e também uma melhor adaptação a história dos rivais que enfrentamos durante o jogo, No More Heroes 2: Desperate Struggle é sem dúvida uma evolução em relação a seu antecessor e vai proporcionar cerca de 10 a 12 horas de diversão, se você se dispor a coletar os itens escondidos e a ganhar dinheiro suficiente para conquistar todos os upgrades disponíveis.

Afinal de contas, se você é um amante de lutas envolvendo espadas e se encantou com a primeira versão de No More Heroes, No More Heroes 2: Desperate Struggle é definitivamente a sua cara.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: