Prévia: Battlefield: Bad Company 2

Fonte: Game TV – Por Jefferson Kayo


A disputa pelo título de melhor FPS do mercado mundial de games parece nunca ter fim. Sendo consagrado unanimamente o melhor de todos em 2009, Modern Warfare 2 vai ter que se cuidar, pois Battlefield: Bad Company 2 vem aí.

A promessa é que tudo que existiu de bom na versão anterior, retorne melhor ainda. E juntamente com isso, uma porção de novos elementos, principalmente quando o assunto é seu modo multiplayer, que requer a formação de verdadeiras equipes táticas.

Um dos novos elementos do jogo, que também foi usado em sua versão anterior é aquela ideia de poder quebrar todos os cenários. Agora, não só serão destruídas algumas paredes, mas edificações em sua totalidade. Destruição é uma das palavras-chave do novo Bad Company 2. A outra palavra é trabalho de equipe. A primeira coisa que você precisa saber ao jogar o modo multiplayer de Bad Company 2 é que não dá para todo mundo utilizar a mesma classe na hora do tiroteio que o time não vai para frente. É preciso que os jogadores sejam uma equipe de verdade, se ajudem em todos os momentos. Sendo assim, o time com maior variação de classes é o mais apto a conseguir a vitória da partida.

O coração do modo multiplayer são essas disputas de times. O jogo divide os jogadores em times de quatro jogadores e coloca quatro times ao mesmo tempo para disputar certos modos, como o Squad Deathmatch. Quem alcançar a marca de 50 mortes, ganha. E durante as partidas é possível controlar veículos, personalizar os equipamentos, destruir cenários e escolher dentre quatro opções de classes: Assault, Recon, Engineer e Medic. A diminuição de uma classe em relação ao Bad Company não fez muita diferença no produto final, já que a classe Specialist foi dividida entre a Recon e Engineer. Cada qual com suas armas exclusivas, como o desfribilador para a classe Medic e a furadeira dos Engineers. E é claro, eu disse arma porque dá para matar seu oponente com essas ferramentas.

O sangue é um pormenor muito bem vindo na parte gráfica do jogo. Contando com Bad Company 2, apenas o Battlefield Vietnã possuia tal artifício sem contar com truques ou quaisquer artimanhas provenientes fora do game original.

A cada partida disputada, o jogador adquire pontos de experiência, que são revertidos em novas patentes e rankings elevados. Para tanto, basta eliminar seus inimigos e destruir seus objetivos. O sistema é o mesmo encontrado em outros jogos da franquia. Também será possível colecionar dog tags, aquelas plaquetas os dados do soldado, tão cobiçadas em Metal Gear Solid. Para tal, basta que você se utilize de ataques corpo-a-corpo para derrotá-lo.

As barras de vida dos personagens foram substituídas pelo já clássico “sanguinho nos olhos”. À medida que você vai tomando tiros, a tela vai ficando turva, seus sentidos vão desaparecendo (sendo personificados por um som abafado) até a sua hora fatídica. Não é tão chato quanto o que acontece em MW2, que você fica com tanto sangue na tela que não consegue ver mais nada, mas é o sistema que todos os jogos do gênero adotam atualmente.

E em relação à novos veículos para os jogadores pilotarem durante as missões, já vão contando com um Black Hawk, um quadriciclo, um barco patrulha de dois lugares, um mini-tanque equipado com uma metralhadora e um daqueles helicópteros controlados via laptop. É lógico que muita coisa ainda vai ser inserida na versão final do jogo, é só aguardamos mais um pouco.

Para os viciados no modo single player, as missões solo ainda estarão disponíveis, assim como algumas horas de diversão offline. Segundo a DICE, empresa responsável pela produção do jogo, eles melhoraram a inteligência artificial e mira dos soldados controlados pelo computador. Aliás, isso era uma reclamação em relação ao primeiro jogo, que diziam ser muito fácil.

Battlefield: Bad Company 2 é um novo respiro da franquia, que tenta melhorar suas inovações e incorporar tantas outras nessa longínqua disputa entre os FPS para descobrir qual, de fato, é o melhor do entretenimento de guerras multiplayer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: